Trailer para jogos indies: como atrair a atenção dos jogadores e aumentar as chances de sucesso

Personagem do jogo Crypt of Necrodancer com placa de dicas

Mesmo sem uma fórmula mágica de sucesso para produzir trailers de jogos indie, existem boas práticas a serem seguidas

A quantidade de elementos que influenciam um bom lançamento de um jogo indie são incontáveis. Ao criar jogos digitais, área muito ligada a criatividade, não encontramos fórmulas certas.

No entanto, podemos dizer que existem boas práticas para aumentar nossas chances de sucesso. Nessa lógica, uma das principais maneiras de conquistar a atenção e despertar o desejo do nosso jogador ideal é através de um trailer.

 

Boas práticas para um trailer de jogos indie

A cada dia o tempo médio de atenção do ser humano diminui. Portanto, é imprescindível que entendamos que o tempo para vender o nosso jogo é cada vez menor e mais disputado. Sob essa ótica, temos algumas dicas básicas para produzir um vídeo promocional.

1) Capture a atenção de imediato – qual a experiência (ou temática) que representa o seu game? Tente chamar a atenção do espectador para esse ponto. Lembre-se que os vídeos podem começar sem som e, por isso, não concentre todos os recursos em apenas uma área. Teremos, em média, 8 segundos para criar um motivo para o nosso jogador ideal permanecer conosco.

Dicas simples de edição que podem causar um grande impacto no resultado final do vídeo.

2) Mostre o seu jogo – os jogadores querem ver o game. Não adianta criarmos um super trailer sem mostrar uma parte do gameplay. Como trailer é um vídeo curto, é preciso despertar a atenção do nosso espectador mostrando a ele como o jogo acontece “na prática”.

3) Seu trailer precisa ser encontrado: de nada adianta um bom trailer se ele não for fácil de ser encontrado. Use as keywords corretas, não esqueça das hashtags e outros pontos valorizados pelo SEO.

Vídeo com dicas de SEO para vídeos no Youtube.

4) Coloque citações (ou falas de reviews) de profissionais – ganhou prêmios? Saiu em jornais? Coloque algumas palavras que sintetizam a fala desses profissionais. A credibilidade deles ajuda a convencer nossos futuros clientes.

5) Tenha uma boa música e bons efeitos sonoros – não podemos focar só no visual, o som é um elemento primordial para agregar valor ao produto e assim impulsionar a venda. Não estamos falando de uma obra prima, mas um som sem problemas amadores como falta de sincronia entre imagem e áudio, som com ruídos e/ou baixa qualidade, entre outros. Se não sabemos fazer é melhor contratarmos alguém ou pedir ajuda!

Vídeo produzido pela Samba Tech com algumas dicas de como capturar bons áudios.

6) Termine seu trailer divulgando as plataformas em que o game está disponível para a compra (call to action) – nosso jogador precisa saber em quais plataformas  nosso game estará disponível. Coloque no fim do vídeo as logos daquelas que foram utilizadas.

É claro que existem outras dicas muito úteis, mas de nada adiantará trazê-las se não entendermos o conceito de um bom trailer.

O que define um bom trailer para jogos indie?

Assim como um bom conteúdo, bons trailers são aqueles que reverberam entre os jogadores ideais. Podemos nos basear em diversos posts que alegam trazer uma receita pronta para produzir um trailer fenomenal, mas só conseguiremos criar algo de valor para os nossos jogadores se entendermos realmente a maneira como eles pensam.

Um outro ponto importante na hora de definirmos o material utilizado como referência para criar um vídeo de divulgação é ficar atento a data das postagens dos artigos. Muitos estão desatualizadas em relação às mídias atuais e em vez de nos ajudar, podem nos confundir/atrapalhar na produção do material.

Para exemplificar a questão de um bom trailer, abaixo estão alguns exemplos de vídeos promocionais que repercutiram entre seus públicos em diferentes épocas e com diferentes enfoques.

Trailer do jogo Hollow Knight (2017), vendeu mais de 1 milhão de cópias (só na Steam).

Trailer do jogo Crypt of the Necrodancer (2015), vendeu mais de 1 milhão de cópias (só na Steam).

Trailer do jogo To The Moon (2011) – feito em RPG Maker – vendeu mais de 1 milhão de cópias (só na Steam).

Por fim, podemos nos questionar se existe um tempo ideal para apresentar todo o conteúdo produzido para divulgar nosso jogo. Nessa lógica, a resposta mais comum para vídeos e utilizada pelo mercado (em 2017) é de até 2 minutos. Não é uma regra, mas é uma primeira métrica que podemos dar atenção.

No mais, ficamos por aqui e nos vemos em breve!

 

Esse post foi inspirado em conteúdos internacionais (1, 2 e 3) e traz percepções autorais baseadas em fundamentos de marketing abordados no livro Marketing 4.0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *