Divulgando jogos indie: marketing de guerrilha

Drag Queen ao lado esquerdo, frase do lado direito

Dentre as diversas maneiras para divulgarmos nossos trabalhos, o marketing de guerrilha, aquele que tem como foco criar uma ação de alto impacto para o jogador ideal gastando pouco, é uma opção interessante para os produtores de jogos indie.

No vídeo, Victória Invicita, drag queen representante do estúdio Male Doll, apresenta três dicas para criar uma ação eficaz utilizando a estratégia em questão. Caso esteja imaginando quais ações podem ser consideradas como guerrilha, trago dois exemplos.

Uso de cosplay para divulgação em eventos: uma gama de seres humanos é impactado (primariamente) por aspesctos visuais. Nessa lógica, o cosplay é uma ação que pode ser eficaz para conquistar a atenção dos participantes de um evento. Além do mais, a diferenciação em relação aos demais expositores permite que o jogador associe tal perfomance artística com o nome do jogo/estúdio.

Crie um jogo do seu jogo: em eventos muito grande pode ser comum os participantes não prestarem atenção aos diversos setores existentes. Caso esteja com mais de uma pessoa em seu estande, crie algum jogo simples (memória, forca, etc – dê preferência a algo visual utilizando elementos/personagens do seu jogo) e ande pelo evento convidando as pessoas para jogarem esse “mini-game”. A premiação para quem completar essa atividade pode ser algo singelo como balas, chicletes, além de um convite para conhecer o game no estande.

É importante ressaltar que assim como qualquer ação, o marketing de guerrilha tem desafios (no próximo post abordaremos quais são).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *